Credenciamento de Instituições Financeiras

O Instituto de Previdência dos Servidores do Município de Curitiba - IPMC, com base na Resolução 3922/2010 e Portaria MPS nº 519/11 e suas alterações Lei Federal nº 9717/1998 e Acordo TCE/PR nº 2368/2012 Tribunal Pleno e seguindo as diretrizes estabelecidas na Política de Investimentos, as quais preconizam a transparência na administração dos recursos financeiros do RPPS, estão credenciando Instituições Financeiras e Similares, Sociedade Corretoras e Distribuidoras e Títulos e Valores Mobiliários e pessoas jurídicas que atuem como Agentes Autônomos de Investimentos. A diretriz da administração dos recursos financeiros do Instituto tem por objetivo a maximização da rentabilidade de seus ativos, buscando constituir reservas suficientes para pagamento dos benefícios de seus participantes, levando em consideração os fatores de Risco, Segurança, Solvência, Liquidez e Transparência. Todos os esforços são para o atingimento do equilíbrio financeiro e atuarial.

O processo de credenciamento zela pela promoção de elevados padrões éticos nas operações, e é requisito prévio para alocação de recursos que as instituições envolvidas na aplicação sejam credenciadas na forma do edital, ou seja, deverão ser credenciados os administradores, gestores, cogestores e demais pessoas jurídicas que atuem na gestão de carteiras de fundos de investimentos, custodiantes, distribuidores do ativo, e Pessoas Jurídicas que atuem como Agentes Autônomos de Investimentos.

O credenciamento gera, para o IPMC, quaisquer obrigações de alocar seus recursos, contratar ou aplicar junto às Instituições Financeiras e similares mas somente o direito a participar do banco de dados de entidades credenciadas, ou seja, consideradas aptas a receberem os recursos financeiros do IPMC.

O Edital 001/2019, publicado no Diário Oficial do Município nº 62, em 01/04/2019, disciplina e regulamenta o processo de credenciamento.